NOTÍCIAS & ARTIGOS

JUIZ APROVA SAÍDA DO FRIGOL DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL

29-Dec-2015

O juiz da 2ª Vara da Comarca de Lençóis Paulista (SP), Mario Ramos dos Santos, aceitou na semana passada o pedido feito pelo frigorífico Frigol para deixar o processo de recuperação judicial. Em sua decisão, o juiz entendeu que a companhia está cumprindo o plano de recuperação e, portanto, poderá voltar a operar sem as amarras de uma recuperanda.

 

Sediado em Lençóis Paulista, no interior do Estado de São Paulo, o Frigol pediu recuperação judicial em 2010 em meio a dificuldades decorrentes da baixa oferta de bois, escassez de crédito e fraca demanda externa por carne bovina.

 

Em entrevista concedida ao Valor no fim do ano passado, o vice-presidente do Frigol, Luciano Pascon, já havia anunciado a intenção de sair da recuperação. "A administração está discutindo a possibilidade de pedir o levantamento da recuperação agora em 2015", afirmou na ocasião, explicando que a medida reabriria o mercado de crédito para o Frigol.

 

A intenção da empresa de sair da recuperação judicial também coincide com a melhora operacional. Em 2014, o Frigol faturou mais de R$ 1 bilhão pela primeira vez. Mas no primeiro semestre deste ano, o frigorífico enfrentou muitas dificuldades devido à fraca demanda e aos preços elevados do boi gordo, o que adiou o pedido para deixar a recuperação. Nesse período, a empresa chegou a ser sondada por investidores chineses interessados em investir em frigoríficos brasileiros, conforme o Valor já informou.

 

Ao longo de 2015, mais de 40 unidades frigoríficas foram paralisadas no Brasil, em um intenso processo de ajuste que adequou o parque industrial brasileiro à oferta de gado bovino disponível. Com isso, as margens dos frigoríficos, assim como as do Frigol, também se recuperaram.

 

Na semana retrasada, o Frigol também recebeu uma boa notícia: a habilitação de um de seus frigoríficos para exportar carne bovina para a China. Atualmente, o Frigol tem três frigoríficos de bovinos - dois no Pará e um em Lençóis Paulista-, e uma unidade de suínos também em Lençóis.

 

Apesar de sair da recuperação judicial, o Frigol ainda tem dívidas a pagar nos termos do plano de recuperação. No fim de 2014, as dívidas da empresa com os bancos somavam R$ 52 milhões. O plano de recuperação prevê o pagamento desse passivo até 2025. Por outro lado, a expectativa da companhia era quitar o passivo com pecuaristas neste ano. Procurado, o Frigol não quis comentar. No processo de recuperação, o Frigol foi representado pelo escritório Mandel Advocacia.

 

Por Luiz Henrique Mendes

 

Fonte: Valor

 

MAIS NOTÍCIAS

MAIS ARTIGOS

contato@cesarperes.com.br  | 51-3232-5544 | Rua D. Pedro II, 568, Porto Alegre  RS

Membro da:

Logo TMA Brasil.org

contato@cesarperes.com.br  | 51-3232-5544 | Rua D. Pedro II, 568, Porto Alegre  RS

Membro da:

Logo TMA Brasil.org

Membro da:

contato@cesarperes.com.br

51-3232-5544

Rua D. Pedro II, 568, Porto Alegre  RS

Logo TMA Brasil.org

contato@cesarperes.com.br

51-3232-5544

Rua D. Pedro II, 568, Porto Alegre  RS

Membro da:

Logo TMA Brasil.org
Logo Cesar Peres Advocacia Empresarial